Páginas

terça-feira, 30 de junho de 2009

São Pedro Na Avenida Nacional!!!

É com prazer, que cumpro a promessa de divulgar neste espaço a Fogueira de S. Pedro levada a cabo por toda a vizinhança, mas sobretudo idealizada pelo meu vizinho Francisco, um grande folião! É de salutar o bom bocado que se passou na noite da passada segunda-feira, onde se reuniram expontaneamente um numeroso grupo de amigos.

Apesar da Crise porque passamos, não faltou o Vinho do Porto e os bolinhos para adoçar a boca aos mais gulosos!
Todos fizeram questão de saltar a fogueira para afugentar as "bruxas" e exercitar o fisico.

Como não poderia deixar de ser tenho de deixar uma palavra para a D. Júlia e o Srº Gaudêncio, pela forma como continuam a viver estas tradições, é para mim um orgulho ver a alegria daquele casal de borracho.
E por último um grande bem hajam para toda a familia do meu amigo e vizinho Francisco Pina pela forma alegre e descontraida com que enfrentam a vida e, neste caso particular, alegraram a noite de todos nós.
Obrigado e venha de lá essa sardinhada ó "Batoteiro"!


Vinho do Mês

"Olho de Mocho"

Tinto Reserva 2006
Produtor: Herdade do Rocim

Tipo: Tinto
Região: Alentejano DOC/Regional
Castas: Syrah/Shiraz Touriga Nacional
Ano: 2006
Álcool: 14,5 %
Características: Encorpado; Media acidez; Taninos medio-fortes
Cor carmim carregada, com bordas finas de tonalidade rubi. O nariz é eminentemente floral e frutado, de grande intensidade. Boca de entrada equilibrada, logo nos primeiros segundos generosa em frutos silvestres- amora e groselha - num ambiente marcado por boa frescura. O final é longo e forte, subindo a sensação de pimenta e noz moscada.O estágio decorreu em barricas novas de carvalho francês (70%) e de carvalho americano (30%), ambas de grão extrafino, por um período de 11 meses.
Preço € 100,81

quarta-feira, 24 de junho de 2009

António Aleixo

António Aleixo é um poeta á imagem do Rock`s, de falas simples e atrevidas este algarvio transmite através das "entrelinha" das suas suaves mensagens grandes lições de sabedoria. Mas, vamos começar por testar essas vossas mentes preversas....

"GLOSAS"
Eu comecei com jeitinho
A compor o ramalhete;
Primeiro foi com azeite
E depois foi com cuspinho.
No começo era estreitinho,
Custava o pincel a entrar...
Começa a dona a gritar:
"Não me parta a tigelinha",
Mas que coisa engraçadinha,
Fui uma noite pintar...

Comecei devagarinho...
Quando fui ao outro mundo
Meti o pincel ao fundo
E parti o canequinho.
Até mesmo o pincelinho
Veio de lá todo pintado,
Eu já estava desmaiado,
Perdendo as cores do rosto;
Mas pintei com muito gosto
Com um caneco emprestado.

Vem a mãe toda zangada:
"Tem que pagar-me a vasilha...
No caneco da minha filha
Não pinta você mais nada...
...Lá isto, a moça deitada,
Sem poder levantar-se,
Com tanta tinta a pingar
No lugar da rachadela!...
" "Diga lá, que desculpe ela,
Eu pintei sem reparar!"...

Pra que vejam que sou pintor
E meu pincel nunca deixo;
Pra que saibam que o Aleixo
Não é somente cantor...
Também pinto qualquer flor
E faço qualquer bordado;
Mas aqui o ano passado,
Perdi, de pintar, o tino...
Fui pintar, fiz um menino,
Pintei e fiquei pintado.
by António Aleixo

Depois deste poema mais atrevidote, vou publicar periodicamente algumas quadras de Aleixo, verdadeiras lições!

E á segunda continua...

Como normal, o tradicional petisco de inicio da semana!

Esta segunda-feira, meteu espetadas, camarão e caracóis da D. Ermelinda! Tratamos-se mal...

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Pensamento do Mês

"Há tantos burros mandando em gente com inteligência, que ás vezes fico pensando que ser burro é uma ciência."
by Ruy Barbosa

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Publicidade ao Líquido Sagrado!

Depois de um lindo momento poético de partir pedras da calçada, fiquem com mais um criativo anúncio de publicidade ao liquido sagrado!

video

Agora com estes calores alguma vez é preciso publicidade?? Bebemos de qualquer maneira!


quarta-feira, 10 de junho de 2009

Poesia Rock`sbariana

"ExisTIr"


Com um sorriso como refúgio,
transformado em capa de personalidade
torna-se muito fácil existir
e adulterar a realidade.
É assim que sobrevive
quem lhe falta a coragem,
quem teme as suas fraquezas
quem tem o paraiso como miragem.
Mas se a solução deste dilema fosse simples e eficaz
ou, se tudo fosse só um esquema
para poder andar em paz
não haveria dúvidas de existência
nem receios de incompetência,
sendo assim a vida exacta
e denominada Ciência!

by Bethoven (10/6/2009)

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Cavar á Canzana!

Atenção á mensagem transmitida pela música!

video

Coisas de horta, claro está...